.mais sobre nós

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. Chegou a Primavera

. ...

. Sites de interesse

. "Gosto de ti"

. ...

. ...

. Era uma vez...

. Tenho uma casinha

. Remodelações

. Os bons dias

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.Visitas

Web Site Counter
Free Counter
blogs SAPO
RSS
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

A Branca de Neve e os 7 Anões

  • História contada do ponto de vista da Branca de Neve

 

Era uma vez uma rainha muito má e egoísta, que não emprestava as suas roupas e sapatos de alta-costura à sua enteada, Branca de Neve.

            Numa noite de baile a rainha, que queria usar os seus melhores sapatos, uns Dior, e não os encontrava, então perguntou ao espelho:

            - Espelho, espelho meu, os meus sapatos Dior, quem os escondeu?

            - Não escondeu, mas levou, a tua enteada os usou! – Respondeu o espelho.

            Branca de Neve, ao escutar a conversa atrás da porta, decide fugir do Castelo. Correu para os seus aposentos, seleccionou os seus melhores vestidos e sapatos e guardando-os na sua mala rosa choque, iniciou o plano de fuga. Quase a sair do castelo, lembrou-se que sabia o código do cofre real, então correu até lá e conseguiu levar umas quantas jóias para as suas necessidades básicas.

            Ao deambular pela floresta, cansada de puxar a sua caríssima mala rosa choque, encontrou uma casinha muito simples e modesta, muito abaixo do nível a que estava habituada. Mas entrou…

            - QUE HORROR! Esta casa está uma lástima, que decoração mais enfadonha, e tudo sete vezes repetido!? Que falta de nível, mas tenho mesmo de repousar e pôr o meu creme de algas. – E assim fez Branca de Neve.

            Ao pôr-do-sol eis que chegam sete criaturinhas todas vestidas de igual e com uma picareta na mão.

            Branca de Neve ao ouvir o barulho dos anões, que interrompeu o seu sono delicado, decidiu ir ver o que era, então desceu as escadas. Quando chegou perto da porta, esta abriu-se, e deu de caras com os anões que exclamaram e coro:

            - OH NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃO! Sherk voltou a evadir a nossa casa!

            - Eu não sou esse monstro verde, fora de moda, sou a bela e chique Branca de Neve! E vocês quem são?! – Questionou

            - Somos os sete anões, donos desta casa, que trabalhamos durante o dia na mina dos diamantes no alto da montanha encantada. – Responderam em coro.

            A palavra diamantes fez brilhar os olhos de Branca de Neve e um sorriso de orelha a orelha fez estalar a pasta de algas verde. Vendo o seu belo rosto, os anões ficaram encantados e decidiram acolhe-la na sua casa. Branca de Neve pensou logo numa forma de enriquecer à custa do trabalho dos mineiros. Com muito esforço, limpou toda a casa e ainda fez o jantar dos anões, enquanto eles assistiam ao derby Benfica - Sporting na SportTV.

            Durante o jantar o anão chefe pergunta:

            - Branca de Neve, foste tão generosa connosco, como podemos retribuir tal generosidade?

            Branca de Neve aproveitando a deixa:

            - Não é necessário nada…mas…bem…ah…podiam trazer alguns diamantes da mina…

            Os anões ficaram em silêncio e surpreendidos com o pedido, fizeram logo uma reunião de emergência.

            - Podemos dar-te três diamantes – concluíram os anões.

            Branca de Neve fingiu estar feliz, mas no fundo ardia de ódio, queria mais diamantes, queria o poder para ela. Então, ao fazer de conta que acarinhava a Soneca, pegou nele e ameaçou-o com um garfo:

            - Ou me dão mais diamantes, ou transformo este anão numa rede para o cabelo.

            - Vamos já buscar os diamantes, amanhã de manhã aqui os terás. - Disseram os anões cheios de medo.

            Branca de Neve ficou em casa barricada com o Soneca, pois ele era a única forma de garantir que eles iriam trazer os diamantes.

            Antes de voltarem para casa, os anões passaram pelo castelo, e contaram à rainha o que o que se passava, percebendo perfeitamente o problema dos anões a rainha decidiu ajudar:

            - Branca de Neve sempre quis ter tudo, coisas de marca e quanto mais caro, melhor, por vezes era só por capricho e para fazer inveja às amigas, mas vamos acabar com o problema de vez!

            A rainha deu aos anões uma maçã envenenada, que estes colocaram junto dos diamantes em cima da mesa da sala. De manhã Branca de Neve desceu as escadas, mal os anões saíram para a mina, com Soneca debaixo de um braço e no outro braço a mala rosa choque, deixou o Soneca a dormir no sofá e meteu os diamantes na sua mala. Ainda antes de sair reparou na maçã e decidiu levar para se lhe desse a fome no caminho.

            Já no meio da floresta apareceu a fome, a maçã era o único alimento à disposição, à primeira trinca, PIMBA, caiu redonda no chão!

            Passados uns dias um estilista famoso, andava por ali a fazer uma sessão fotográfica e viu aquela bela moça caída no chão! Pegou-a nos braços e deu-lhe um suave beijo nos lábios. Branca de Neve abriu os olhos e nem queria acreditar, no que via…era o seu estilista favorito!

            Branca de Neve contou-lhe a sua história e o seu sonho de ser famosa. Vendo a beldade de Branca de Neve e espreitando para a sua mala, onde brilhavam os seus diamantes, o estilista não pensou duas vezes, casaram e foram ricos, famosos e felizes para sempre…enquanto duraram os diamantes! 

           

           

FIM

 

 

 

 

sinto-me:
publicado por lú às 17:32
link do post | comentar | favorito

.links

.Memórias


.Online

who's online