.mais sobre nós

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. Chegou a Primavera

. ...

. Sites de interesse

. "Gosto de ti"

. ...

. ...

. Era uma vez...

. Tenho uma casinha

. Remodelações

. Os bons dias

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.Visitas

Web Site Counter
Free Counter
blogs SAPO
RSS
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Os Três Pinguins e o Leão-Marinho

 

E

ra uma vez três lindos pinguins que viviam com a sua  mãe num iglo no Pólo Norte. A certa altura, a mãe disse-lhes:

            - Vocês já não são nenhumas crianças, têm de partir para conhecer o mundo e construírem o vosso próprio iglo.

            Os três pinguins fizeram as malas e partiram. A meio do caminho, esqueceram o propósito porque partiram da casa de sua mãe, e começaram a brincar. Apenas o pinguim mais velho estava empenhado na construção da sua nova casa.

            - Está a anoitecer, temos de fazer a nossa casa. – disse o pinguim do meio.

            - Está bem. – respondeu o pinguim mais novo – mas vamos ser rápidos para depois brincarmos mais.

            O pinguim mais novo, como era o mais preguiçoso, decidiu fazer o seu iglo de neve, e foi brincar, porque brincar era muito mais divertido do que fazer iglos. O pinguim do meio, fez um belo iglo de gelo, mas gelo muito fino, que oscilava com o vento, e juntou-se ao seu irmão mais novo na brincadeira.

            Enquanto os seus irmãos se divertiam, o pinguim mais velho estava entusiasmado na construção do seu iglo, composto por muitos cubos de gelo, bem fortes, retirados da lagoa mais gelada do Pólo Norte.

            A noite caiu, e cada porquinho foi para a sua casa. Na manhã seguinte, os três pinguins decidiram ir brincar, quando, de repente, aparece um Leão-Marinho:

            - Estou cheio de fome, vou-vos apanhar, para me deliciar com um belo banquete! AHAHAHAH…

            Sem demora, os três pinguins fugiram, cada um para a sua casa.

O Leão-Marinho foi atrás do mais novo dos pinguins. Chegou perto da casa deste e gritou:

- Deixa-me entrar! Senão irei soprar e está neve irá pelo ar!!!

- Sopra, sopra, quero ver se és Leão-Marinho para isso! – respondeu o pinguim tranquilo, sentado à lareira a ler um livro.

O Leão-Marinho soprou, soprou e a neve espalhou-se por todo o lado, restando apenas as mobílias e o pinguim. Este cheio de medo, foge para casa do irmão do meio.

Ao ver a aflição do irmão mais novo, o pinguim deixou-o logo entrar e disse:

- Podes ficar a minha casa, é muito mais resistente que a tua. O Leão-Marinho nunca a irá derrubar.

Nisto aparece o Leão-Marinho:

- Vou soprar, soprar e a tua casa vai pelo ar, e eu vou ter o que jantar!

E assim foi, o Leão-Marinho soprou e a casa ficou toda destruída. Os dois pinguins, muito assustados, correram, correram até chegar à casa do irmão mais velho.

O irmão mais velho protegeu os mais novos, e o Leão-Marinho voltou a aparecer, ainda mais faminto:

- Vou soprar, soprar e a vossa casa vai pelo ar e eu vou-vos papar!

O Leão-Marinho soprou, soprou e nada, o iglo nem se mexia. Cheio de raiva, trepou pelo iglo para entrar pela chaminé, mas os pinguins, muito mais espertos, fizeram uma fogueira, e quando o Leão-Marinho estava a descer, queimou o rabo e fugiu. Nunca mais foi visto por aqueles lados.

Os três pinguins viveram felizes para sempre.

 

 

FIM

 

publicado por lú às 22:46
link do post | comentar | favorito

.links

.Memórias


.Online

who's online